terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Uma hipótese à crença dos que morrem sem o Evangelho











A respeito desse assunto há pelos menos 4 respostas:


1-      Deus salvará alguns com base na fé que eles tinham em vida independente da crença. Nesse caso Deus pode salvar alguns hindus, muçulmanos, budistas que foram fieis ao sistema religioso;

2-      Deus não os salvará, pois esses não foram eleitos e predestinados a crerem nEle nem no Seu Filho. Se o Senhor os quisesse salvar, pela sua Soberania teria enviado um missionário para pregar;

3-      Deus não os salvará. Deus pela Sua Presciência viu que esses não creriam ainda que o missionário fosse enviado;

4-      Deus salvará todos. Deus é muito amoroso para condenar pessoas que não tiveram chance de ouvir a pregação.


À vista disso, quais das respostas explicar melhor?

Não concordamos com a número 1 porque ela apresenta outros meios de salvação sem crê no Deus da Bíblia (At 4:12). 

Não concordamos com a número 2 porque está escrito que Deus quer salvar todas as pessoas ( Tt 2:11; 2Pe 3:9). 

Não concordamos com a número 3 porque é contraditória quanto à ordem dada à Igreja para ir por todo o mundo pregar o Evangelho a toda criatura (Mc 16:15; At 1:8, 17:30).  Jesus teria dito que os missionários deveriam ir por todo o mundo, mas depois desfaria isso por causa da Sua Presciência? 

Não concordamos com a número 4 pelo simples fato desses não evangelizados serem chamados por Paulo de indesculpáveis (Rm 1:19-20, 2:15). Esses, diferente das criancinhas, de forma intuitiva, mesmo estando no erro sabem que estão errados. Eles são moralmente responsáveis pelos seus atos. Ora, como alguém que é considerado indesculpável, pode ser desculpado sem pedir desculpas ao Único que pode realmente desculpá-lo?

Mas a questão ainda carece de resposta. Bem, diante do que foi apresentado, é mais lógico aceitar que Deus não deixa de dar oportunidade de salvação ou de rejeição a todas as pessoas.

O teólogo holandês, Jacó Armínio, cria que Deus não depende só da ação de um missionário para se comunicar com os homens, pois Ele usa meios extraordinários quando o ordinário (pessoas, músicas, frases) não pode atuar, como, por exemplo, em localidades que se fecham para o Evangelho.1.

Tal pensamento está embasado pelos seguintes episódios:


a)      A aparição do próprio Jesus a Paulo, quando este ainda era descrente (At 9);

b)      A aparição do Anjo do Senhor a Moisés quando este não havia ainda de fato tido contato com o Deus (Ex 3);

c)      A aparição de um anjo a Cornélio (At 10);

d)     A repreensão de Deus a Balaão por meio de uma jumenta Nm 22:21-35).



Além disso, o livro, Movimentos Miraculosos do missionário Jerry Trousdale, está recheado de testemunhos de pessoas muçulmanas da África que se converteram mediante vozes, sonhos e visões da parte do Senhor2.

Por isso, é difícil aceitar a hipótese que Deus não dá oportunidade de salvação a todos, como pensam alguns que entendem que alguém parte desta vida sem ouvir o Evangelho. Aliás, pode até alguém partir sem ouvir o Evangelho mediante a Igreja, não mediante Deus. A oportunidade de salvação é pra todos. (1Tm 2:4; 2Pe 3:9).

Vale salientar que a hipótese aqui apresentada não anula a ação da Igreja de ir pregar a toda criatura (Mc 16:15; At 1:8), haja vista ela só se aplicar em casos excepcionais onde o meio ordinário fica impossibilitado de atuar.


__________________

1 -  As Obras de Armínio. 2015. Vol 1. P. 300-301. CPAD.

2- TROUSDALE, Jerry. Movimentos Miraculosos. 2015. Editora Esperança. 

Outros testemunhos podem ser lidos nos links abaixo:

<http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/28471/militante-do-estado-islamico-se-converte-depois-de-sonhar-com-jesus.html> 

<http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/36821/casal-muculmano-sonha-com-jesus-e-se-converte-ao-evangelho.html> 

<http://www.cpadnews.com.br/universo-cristao/25223/cresce-o-numero-de-muculmanos-que-relatam-sonhos-com-jesus-e-se-convertem-apos-experiencia.html> 

Os links foram acessados em: 27 de fevereiro de 2018. 


Nenhum comentário:

Postar um comentário